quarta-feira, novembro 24, 2010

O peso que podemos aguentar *

Para onde será que vai toda a confiança que depositam em você? Para que parte da sua vida você leva essa experiência, essa expectativa que têm de você?
As pessoas têm a mania de sempre esperar muito dos outros, deixando assim seu coração e sua mente pré programada a receber grandes coisas das outras; O mundo de hoje não deixa dúvida, você não deve esperar mais do que você poderia fazer. Hoje pisam no seu pé e você pede desculpa... Onde está toda a gentileza, a harmonia, o respeito? Somos TODOS IGUAIS, sem tirar nem por, TODOS temos pernas, braços, boca, nariz, ou será que você já viu alguém andando e tirando onda por aí com 3 braços, apenas para se exibir? Impossível! 
Eu sei que esperaram muito de mim para chegar até aqui, mas sei também que ainda esperam, ainda esperam que eu mude em certos aspectos, em manias, em pensamentos, creio que a única coisa que eles podem fazer por mim é esperar, nada mais. Sou uma eterna aprendiz. E o peso das palavras, dos olhares, dos gestos desses que me querem bem, me afecta, me atrai e me hipnotiza. Tenho muito medo de decepcioná-los mais uma vez. Sinto o peso disso invadir-me a alma e cortá-la em milhares de pedaços, sinto o peso em minhas costas me levando cada dia mais abaixo, me reduzindo, me diminuindo. Não tenho coragem de voltar atrás, eu escrevi uma história difícil de ser finalizada, então devo ir em frente... Ou não... não quero ser mais uma, quero ser aquela que mudará minha geração, que cantará a vitória mesmo sem nem lutar a luta, quero ser aquela que chora de alegria, que vive a vida, que sonha, que se diverte, que gosta do que é bom, usar o coração, quero ser está. Mas, ao mesmo tempo quero ser aquela que faz as coisas bem pensadas, usando a razão. O peso de suas palavras um dia doerá em mim.