terça-feira, fevereiro 08, 2011

Incompleta *


"Com apenas uma luz te respondi: 'Sim'.
Olhavam e viam que estávamos afim.
Te fiz feliz com as coisas novas de minha vida
Te mostrei o céu, o mar e minhas feridas.

Com outra luz te disse: 'É o fim'.
Num mar de ira feriu-se com uma faca o próprio rim.
Erroneamente  te dei uma passagem só de ida.
Agora, tu assombras minha vida.

Você se foi e não posso mais tocá-lo.
Na noite, fico sozinha ouvindo do relógio mais um badalo.

É meia noite, mas sozinha, ela parece menos completa ainda."


_Thayná de P. Ramos_