terça-feira, fevereiro 01, 2011

O Mal *


Tu não sabes a verdade sobre isso. Alguém com um odor podre, uma fisionomia maligna, um andar sinistro e entristecedor. Ele tem um coração feito de cobre, e onde era carne, hoje só se vê as sobras deixadas por insetos, onde já não se tem nada além de pedra. Os insetos são alimentados por suas atitudes impuras, suas decisões, suas escolhas inoportunas. Ele aspira o pecado. Ele carrega sobre si a marca do pecador. Ele não sente. Ele não tem pena. Ele não ama. Ele não pensa em mais nada, a não ser em si mesmo, se puder passar por cima de todos para chegar a seu objetivo maior, ele passa! Mistura-se, em raiva, ódio e orgulho, e seu resultado sempre é triste. Vive só, não tem amigos. Não tem em quem confiar, não pode confiar. 

Não deixe-se levar por ele, seu caminho sempre parece ser o mais prazeroso, o mais curto, o mais fácil. Andando nos seus passos. Em suas aventuras, suas pseudo-alegrias. Um belo dia, abrirá os olhos e verás que a cortina se fechou e o teatro já vai fechar. Suas promessas? Nada além de ilusões. Sorrisos transformados em lágrimas. O fim está próximo.
E Ainda sim, eles te chamam. Aceitarás mais um convite? Não! Não porque aquele que deu a vida por você um dia na Cruz do Calvário, te ama. E suas promessas são verdadeiras e eternas, vivem para sempre. Seu amor preenche todo o coração machucado, toda paz a mente cansada e braços abertos para receber-te como um filho pródigo, amado mais do que nunca. Jesus Cristo te ama e te espera.

_Thayná Pontes Ramos_